BLOG ALIANÇA FRANCESA  gOIÂNIA

Vive la femme!

Atualizado: Abr 6

No dia 8 de março comemora-se o dia Internacional da Mulher e para destacar essa data tão importante, reunimos nesta lista, cinco personalidades femininas e francesas que, em suas áreas de atuação, revolucionaram o mundo.


Simone de Beauvoir

Foi uma importante filosofa e escritora francesa, é considerada uma das maiores teóricas do feminismo mundial. Tendo uma paixão pelos livros desde a juventude, teve grande participação no campo dos estudos sobre o feminismo e a luta pela igualdade de gênero. Em 1949 publica “O segundo sexo”, livro que se destacaria como um dos clássicos do movimento feminista. Nesta obra, a escritora aborda o papel da mulher na sociedade e a opressão feminina em um mundo dominado por homens. Simone também foi adepta da teoria existencialista, na qual a liberdade é a principal característica. Em 1973, Beauvoir redige o Manifeste des 343, petição francesa pela despenalização e legalização da interrupção voluntária da gravidez.


Gabrielle “Coco” Chanel

Foi uma grande estilista francesa e inovadora da moda feminina. Fundadora da marca Chanel, uma das mais importantes no ramo da moda mundialmente. Chanel deu liberdade para as mulheres, trazendo conforto e simplicidade para suas criações, sendo considerada ousada por igualar o guarda-roupa feminino ao masculino. Sua marca é conhecida até hoje, por ter popularizado o estilo casual, as calças femininas e o famoso pretinho básico, o que elevou os padrões da moda no século 20. Atualmente, a marca Chanel faz parte da Federação francesa da Alta costura, ou Haute Couture, o setor mais luxuoso da moda mundial.


Marie Curie


Grande cientista polonesa, de naturalidade francesa. Contribuiu para os estudos sobre radioatividade e foi a primeira mulher a receber o prêmio Nobel, duas vezes, um em física no ano 1903 por demonstrar a existência da radioatividade e o outro em química em 1910 quando descobriu dois novos elementos, o rádio e o polônio, nome dado em homenagem ao pais onde nasceu. Em 1914, fundou, em paris, o instituto Curie, que visava investigar aplicações do rádio em doentes oncológicos. E durante a primeira guerra mundial, criou unidade de radiografia, para serem utilizadas em soldados feridos. Curie é uma das cientistas mais importantes do mundo, mudando a história da ciência e demonstrando o grande valor intelectual e a importante contribuição das mulheres em um ramo que, antes, era predominantemente masculino.


Simone Veil


Foi uma política francesa, ex-ministra da saúde e um importante nome na luta dos direitos das mulheres para a descriminalização do aborto na França. Se posicionava com firmeza diante do que acreditava, em 1974, ano que foi abolida a criminalização do aborto, lei que então foi chamada de “Lei Veil”. Simone também foi responsável por defender uma lei que legalizava a interrupção da gravidez na França. Sobrevivente do holocausto, Veil foi a primeira mulher a presidir o parlamento europeu. Escreveu alguns livros e é uma das figuras mais queridas da França.


Olympe de Gouges (Marie Gouze)


Foi uma ativista política, dramaturga, abolicionista e feminista francesa. Escreveu em 1791 a Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã como uma resposta direta à Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Ela defendia a emancipação das mulheres, a instituição do divórcio e o fim da escravatura. É considerada uma das pioneiras do empoderamento feminino.


Gostou desse conteúdo? Tem alguma sugestão?

Cadastre-se e nos deixe um comentário.

20 visualizações0 comentário