BLOG ALIANÇA FRANCESA  gOIÂNIA

Victor Hugo e Notre-dame - O livro que ajudou a salvar a Catedral

Nascido em 1802, o romancista, poeta, politico e dramaturgo Victor Hugo é considerando um dos maiores nomes da literatura francesa. Autor dos clássicos, Os miseráveis e Notre-dame de Paris (O corcunda de Notre-Dame), essa ultima obra lhe consagrou como membro da Academia Francesa, 1841.


Victor Marie Hugo, é um dos principais nomes do romantismo francês e o autor dedicou sua vida publica e também, suas obras, à temas sociais, como a desigualdade e a luta em prol dos direitos civis. Sua literatura foi usada como instrumento de defesa de valores humanitários, o combate a injustiças sociais e também a luta pelo fim da pena de morte, tudo isso ligado a características de romantismo, como como o sofrimento amoroso, o exagero sentimental e a defesa da liberdade.

Sua obra mais famosa é Os miseráveis, escrita em 1862 e que até hoje comove pela forma como expõe, as desigualdades sociais. A historia aborda a vida de Jean Valjean, que após roubar um pão, é condenado a 19 anos de prisão. Mesmo sendo bastante popular, a obra não foi apreciada pela critica na época, mas comoveu leitores de muitos países e hoje é considerada um clássico da literatura.


Mesmo sendo sua historia mais famosa, foi com Notre Dame de Paris que o autor teve grande projeção internacional, a obra, que posteriormente ficou conhecida como O corcunda de Notre dame, foi escrita em 1831, muitas pessoas acreditam que o personagem Quasímodo não foi escrito para ser o personagem principal da obra, sendo esse papel exclusivo da Catedral de Notre dame. Hugo queria que o publico se conscientiza-se para a necessidade de conservação da igreja, que na época se encontrava praticamente aos destroços e com risco de ser demolida. Com a tradução do livro para a inglês, em 1833, houve a mudança no titulo e posteriormente com a adaptação da Disney, as pessoas passaram a enxergar protagonismo no corcunda.

Há também, vertentes que defendem que o Corcunda de Notre Dame, faz uma analogia para a situação que a igreja se encontra quando o livro foi escrito. A figura deformada do personagem que era visto como feio e decadente poderia ser associada a percepção que a construção tinha na época.


Com o grande sucesso do livro, foram então iniciadas, em 1844, as obras de reforma da catedral. Mas o local, antes disso, já estava atraindo cada vez mais turistas. Esse foi, inclusive, o ponto crucial para que o governo francês passasse a dar atenção a importância da construção.

Victor Hugo faleceu no dia 22 de maio de 1885, em Paris. O autor é considerado até hoje um dos maiores escritores da literatura mundial e foi sepultado no Panteão, que é o monumento fúnebre para heróis nacionais.



Gostou desse conteúdo? Tem alguma sugestão?

Cadastre-se e nos deixe um comentário.




6 visualizações0 comentário