BLOG ALIANÇA FRANCESA  gOIÂNIA

Sweeney Todd de Paris: A Origem do Barbeiro Demoníaco

Atualizado: 9 de dez. de 2021


Você já deve ter ouvido falar da lenda inglesa do Sweeney Todd, que inclusive ganhou uma versão audiovisual dirigida por Tim Burton. Mas será que o Sweeney Todd original não era realmente da Londres vitoriana, mas sim da Paris medieval?


Diz a lenda que a Cidade das Luzes e do Amor teve seu próprio barbeiro demoníaco durante o século XIV. A história conta que na Rue de Marmousets (hoje, Rue Chanoinesse) na Ilê de la Cité era conhecida por seus deliciosos patês e tortas de carne.


As pessoas vinham de longe em busca das suculentas iguarias francesas - especialmente aquelas feitas pelo açougueiro ao lado da barbearia na esquina da Rue des Marmousets com a Rue des Deux-Hermites. As tortas e patês vendidos ali eram tão saborosos, devido a um certo je ne sais quoi, que até o rei Carlos VI teria sido fã.


Mas acontece que esse famoso açougueiro e barbeiro buscando mais lucros, criaram um estratégia macabra, e que perdurou durante os anos de 1384 à 1387. O que tornava seus sabores particularmente bons? A carne macia, deliciosa e jovem das vítimas do barbeiro demoníaco de Ilê de la Cité, é claro.


O barbeiro, cuja clientela habitual de estudantes estrangeiros - que provavelmente não seriam percebidos como desaparecidos -, fazia a barba dos clientes com cuidado e os mandava para o porão que dividia com o açougueiro. Lá embaixo, o açougueiro prepararia a carne humana, moendo-a para suas infames pastas para barrar e tortas de carne.


Esta sinistra parceria prosperou por três anos e teria continuado se não fosse por um pobre cachorrinho cujo dono nunca voltou do diabólico barbeiro. A esposa suspeitou e chamou a polícia. Quando investigaram a loja, os crimes horríveis foram descobertos.


Por seus crimes horríveis, o barbeiro e o açougueiro foram queimados vivos, junto com suas lojas, para exorcizar a área de sua aura maligna, a área arrasada foi abandonada por um século até que o rei Francisco I permitiu a construção no local e logo a ilha passou por sua grande transformação no atual Hotel Dieu.


Gostou desse conteúdo? Tem alguma sugestão?

Cadastre-se e nos deixe um comentário


16 visualizações0 comentário