BLOG ALIANÇA FRANCESA  gOIÂNIA

8 filmes para assistir com sua mãe no Dia das Mães


Neste domingo de 29 de maio é celebrado o Dia das Mães na França, ou melhor dizendo, “La Fêtes des Mères”. Então, para quem quiser mimar um pouco mais sua mãe este mês, está aí o pretexto maravilhoso para fazer uma segunda celebração.

No entanto, as relações entre mães e filhos, e das mães com todo o seu entorno, não são simples e bonitas como uma propaganda de margarina. Relações familiares são complexas e as demandas sobre as mulheres no papel de mãe são enormes. E a forma de lidar com o grande desafio da maternidade é muito pessoal e varia muito de mulher para mulher.


No final, somos todos apenas seres humanos tentando passar pela grande jornada que é existir no mundo e completar nossa caminhada. E para algumas pessoas, a maternidade faz parte deste percurso, e se apresenta de formas diversas.


Então para celebrar o Dia das Mães da França, vamos recomendar 8 filmes para você assistir com sua mamis em casa, mas que procuram tratar dessa realidade de formas diversas. Esperamos que seja uma experiência muito boa para você leitor visitar estas histórias nos filmes a seguir.


1. Que horas ela volta? (2015)


Começamos a sessão pipoca da Fêtes des Mères com um filme nacional! Que horas ela volta? è um filme de Anna Mulayert que aborda um tema muito delicado: o trabalho doméstico baseado na exploração.


Esta história é protagonizada pela célebre Regina Casé que interpreta Val, que deixou sua filha ao cuidado de outras pessoas para trabalhar e conseguir dar a ela melhores condições de estudo, e acaba cuidando do filho dos seus patrões.


A história aborda com singeleza o dilema que é esta relação de Val com sua filha, com o filho dos patrões e como ela se encontra dentro da dinâmica na casa. Uma grande obra do cinema nacional que mostra nossa habilidade para narrar histórias emocionalmente complexas e reais.


2. Rainha da Katwe (2016)


Baseado em fatos reais, este filme narra a história de Phiona Mutesi, uma jovem da região rural de Uganda que mudou os rumos de sua vida depois de conhecer o jogo de xadrez. Phiona não sabe quais rumos eram estes e quão longe poderia chegar. O filme também apresenta a importância de sua mãe, Nakku, interpretada pela atriz Lupita Nyong’o, na sua jornada.


3. Para sempre Alice (2014)


Alice é uma renomada professora de Harvard, especialista em linguística, seu trabalho fala sobre a importância da memória na nossa construção de sentidos sobre o mundo por meio das palavras. Tanto que as memórias são uma parte fundamental da sua vida, com seu trabalho e sua família.


Mas tudo isso começa a mudar quando ela apresenta problemas de falta de memória e é diagnosticada com Mal de Alzheimer. O filme acompanha como Alice e sua família lidam com a progressão da doença.


4. Mommy (2014)


Já que estamos comemorando a Fêtes des Mères não poderia faltar uma opção francófona nesta lista, certo?


Este filme canadense do diretor Xavier Dolan conta a história de uma mãe solo que retoma a guarda do seu filho. Além dos desafios de lidar com um rapaz adolescente, ela ainda precisa aprender como desenvolver um ambiente para lidar com o lado mais impulsivo do TDAD dele.


Esta família conta com o apoio de sua vizinha, Kyla, que compartilha dos desafios e o afeto que envolve a todos eles. E juntos eles buscam formas de equilíbrio e, também, de esperança.


5. Tully (2018)

Quase aos quarenta anos, Marlo dá à luz ao seu terceiro filho. Depois de anos dedicados sobretudo na criação de seus filhos e ainda lidando com os desafios físicos e emocionais do recente pós-parto Marlo está exausta.


Seu irmão lhe oferece um presente para ajudar com o recém-nascido, uma babá que cuida de crianças a noite. Apesar de hesitante no início, ela decide dar uma chance a esta experiência, mas sabia ela que muito iria mudar com a chegada de Tully.

6. Zuzu Angel (2006)


Vencedor de vários prêmios nacionais, como o Prêmio Qualidade Brasil de melhor atriz para Patrícia Pillar, Zuzu Angel conta a história real da estilista brasileira que usa todos os seus recursos para tirar seu filho da prisão da ditadura militar.


Entre os anos 60 e 70, seu filho Stuart Jones, então estudante de economia, passou a integra organizações clandestinas que faziam frente à ditadura miliar, por isso acabou preso. O filme retrata a busca desta mãe por resposta e justiça.


7. Lion: Uma jornada para casa (2017)


No interior da Índia, o jovem Saroo e seu irmão Guddu costumam brincar juntos nos trilhos do trem próximo a vila onde moram. Um dia, quando tomam o trem até a cidade de Calcutá acabam se perdendo um do outro.


Depois enfrentar grandes desafios para sobreviver sozinho, Saroo é direcionado a uma instituição onde é adotado por uma família australiana. Anos depois, aos 25 anos de idade, a saudade e a dúvida o rondam e ele decide usar os recursos da internet para tentar encontrar sua família biológica.


8. Valente (2012)


Para encerrar a nossa lista vamos sugerir uma animação que dá para envolver até os irmãos mais novos. Valente conta a história da princesa Mérida, contrária a ideia da mãe de selar um casamento por motivos políticos ela procurar uma forma de se livrar desta obrigação.


Na tentativa de resolver seu problema, Mérida arruma um ainda maior, agora mãe e filha precisam trabalhar juntas para conseguir resolver esta confusão e assegurar a estabilidade política do reino.


Vamos deixar este vídeo do canal da Maud Bettina-Marie , intitulado “ Merci Maman” (Obrigada, Mamãe) para você mandar para sua mãe em comemoração Dia das Mães na França.



Então, qual foi o item que vocÊ mais achou interessante do artigo? Conta aí para gente nos comentários! Já estuda #francês? Não!? Então, venha conhecer os cursos da Aliança Francesa de Goiânia.



4 visualizações0 comentário